Guia rápido: Como preparar Carne de Sol

23 Out, 2018

A tradicional carne de sol é muito característica e simbólica do Nordeste do País. A sua técnica de salga e secagem, utilizada desde o período colonial, é até hoje totalmente artesanal. Todo esse processo tem como objetivo principal prolongar a vida útil da carne devido ao clima quente presente na região.

Porém, mesmo possuindo resistência e durabilidade muito maior que as outras carnes, ela também precisa de alguns cuidados na hora da escolha, além, claro, de cuidados na hora de dessalgá-la.

Como escolher a carne de sol?

Um bom prato começa a ser preparado bem antes de ir ao fogo: na compra dos ingredientes. Para escolher uma peça de carne de sol ou qualquer outra, é importante se atentar a estas três dicas:

●     Cor: evite carnes que possuem cor marrom ou com gordura de cor amarelada ou acinzentada, pois esses são sinais claros de boi velho.
Odor: procure carnes com odores frescos e agradáveis. No caso das que são embaladas a vácuo, é comum, no momento de abrir, vir um odor forte, mas, em até 1 minuto, o cheiro deve passar.
●     ​Elasticidade: com as mãos limpas, pressione a carne com o indicador - ela deve se mostrar macia e voltar à posição inicial rapidamente.

Como preparar a carne de sol?

No processo de salga, a carne fica com grande quantidade de sal para prolongar a vida útil, certo? Porém, no momento de prepará-la, não faz mais sentido ter tanto sal em sua composição já que será consumida. Por isso é tão importante e essencial dessalgá-la antes de fazer seu preparo de fato para tirar o excesso de sal e deixar a quantidade na medida certa.

Primeira opção > simples, porém exige tempo maior de preparo: pelo menos 1 dia antes do consumo.
Para começar, lave a peça em água corrente por alguns minutos. Se a carne não estiver cortada, divida-a em pelo menos três mantas grandes e comece a lavar bem cada uma.

Depois, coloque as tiras em uma bacia, cubra-as com água e leve à geladeira.

Troque a água da bacia três vezes a cada quatro horas. Se quiser acelerar o processo, corte a carne em pedaços bem menores e troque a água apenas duas vezes.

Segunda opção > é a mais curiosa de todas, pois é usado o próprio sal para fazer a dessalga.

Primeiro, procure saber quantos quilos de carne exatamente você irá dessalgar, já que é preciso medir a quantidade de sal de acordo com os quilos da peça. Corte a carne de sol em pequenos pedaços e lave bem em água corrente. Depois, coloque esses pedaços em uma panela bem funda e adicione sal (para cada 1 kg de carne, 3 colheres de sopa de sal).

Leve a panela ao fogo e, quando a água começar a ferver, repare se forma uma espuma branca. Caso positivo, misture bem a água com a ajuda de uma colher por 2 minutos, apague o fogo e espere mais 1 minuto.


Agora, lave a carne novamente em água corrente e prove um pedacinho. Se ela continuar salgada, repita o processo.

Terceira opção > cortar as mantas de carne, lavá-las muito bem e deixá-las de molho no leite, de forma que fiquem todas cobertas. Além de tirar o sal, o leite as deixam mais macias.

O sabor no ponto certo!

São muitas as opções de dessalga, mas todas têm um único objetivo: deixar a carne mais saborosa e macia. O que vai definir qual das opções será usada é o que você possui de recursos de tempo e material. Assim, você consegue também deixar a carne no ponto desejado.


Vimos que existem diversas formas de fazer a desidratação da carne. Agora, é hora de preparar para atacar. A forma como você assa e cozinha a sua peça possui tanto impacto quanto a desidratação. A parrilla, por exemplo, é o método mais indicado para manter o sabor, suculência e maciez máxima da carne. Quer saber todos os segredos da parrilla e como ela deixa a carne muito melhor? Clique aqui e confira!
Copyright © 2018 Mandaka
Desenvolvido por: SELVA AGÊNCIA